Pular para o conteúdo principal

Sacerdotes no Templo Pureza e Purificação

     

Imagem © Machon Hamikdash     


 

Yom Kipur no Templo Sagrado


 

Sete dias antes do Dia da Expiação, o Sumo Sacerdote era levado de sua casa e colocado na Câmara dos Conselheiros, e outro sacerdote ficava de sobreaviso para assumir seu lugar, no caso de acontecer-lhe algo que o tornasse impróprio para o Serviço.

Era deixado aos cuidados dos anciãos do Bet Din, Tribunal Rabínico, que liam perante ele a ordem do dia (para torná-lo bem versado no Serviço). Diziam-lhe eles: "Meu Senhor Sumo Sacerdote, recite com sua própria boca, para que não seja esquecido, ou se nunca o aprendeu."

Na véspera do Dia de Expiação pela manhã, eles o faziam ficar de pé no Portão Ocidental, e passavam por ele bois, carneiros e ovelhas, para que adquirisse conhecimento e se tornasse versado no Serviço.

Durante todos os sete dias não lhe eram negados água e alimento; mas na véspera do Dia de Expiação, quando anoitece, não lhe permitiam comer bastante, pois a comida induz ao sono. Os anciãos da Corte o entregavam aos anciãos do Sacerdócio, e estes o levavam à Casa de Abtinas (no pavimento superior do Bet Hamicdash, Templo Sagrado, no lado sul da "Corte dos Sacerdotes").

Faziam-no jurar de que realizaria o Serviço de acordo com a tradição, e antes de deixá-lo, diziam sobre ele: "Meu Senhor Sumo Sacerdote, somos representantes da Corte, e o senhor é nosso representante. Nós lhe suplicamos por Ele, que fez Seu nome habitar nesta Casa, para que não altere nada daquilo que lhe dissemos." Ele voltava-se de lado e chorava, e eles voltavam-se de lado e choravam (pois uma suspeita fora lançada sobre ele).

Se ele fosse um Sábio, costumava explicar as Escrituras, e caso não fosse, os Sábios costumavam explicá-la perante ele. Se era versado na leitura das Escrituras, lia, e se não o fosse, eles liam perante ele (para distrair-lhe a mente e impedi-lo de dormir). E que parte liam perante ele? Iyov, Ezra e Divrê-Hayamim. 

Todos os sacerdotes e o povo que ficava de pé na Corte, ao ouvirem o Nome glorioso, inefável e inspirador pronunciado pelo Sumo Sacerdote com santidade e pureza, ajoelhavam-se e prostravam-se sobre suas faces, dizendo: "Bendito seja o Nome de Sua gloriosa Majestade para todo o sempre.

Zecharia ben Kebutal disse: "Muitas vezes eu li perante ele, do livro de Daniel." Se ele estivesse com aparência sonolenta, jovens membros do sacerdócio ergueriam o dedo médio perante ele e lhe diziam: "Meu Senhor Sumo Sacerdote, levante-se e afaste o sono de uma vez caminhando sobre o chão frio." E costumavam distraí-lo até que a hora do sacrifício se aproximasse. Fazia-se um sorteio para dividir os serviços sagrados entre os sacerdotes.

O oficial encarregado dizia-lhe: "Vá e veja se chegou a hora do sacrifício. Se tivesse chegado, aquele que a vira proclamava: "Barkai!" (O dia amanheceu!).

O Sumo Sacerdote era levado ao local de imersão. Neste dia o Sumo Sacerdote imergia cinco vezes, e dez vezes ele purificava suas mãos e pés. Eles esticavam um lençol de linho entre ele e o povo. Ele despia as roupas, descia e mergulhava, saía e secava-se. Traziam-lhe vestes de ouro e ele as vestia, e santificava suas mãos e pés. Traziam a ele o Tamid, Oferenda Diária Completa. Ele fazia a incisão e outro completava a oferenda em seu nome. Ele ia para o interior para queimar o incenso matinal e para cuidar das lamparinas.

Traziam-no à câmara dentro da Corte do Templo Sagrado. Esticavam um lençol de linho entre ele e o povo. Ele santificava suas mãos e pés e despia as roupas. Descia e mergulhava, saía e secava-se. Traziam-lhe vestes brancas; ele as envergava e santificava suas mãos e pés. Pela manhã, era vestido em linho, e na parte da tarde em linho indiano. Isto era pago com fundos públicos, e se ele desejasse gastar mais, podia fazê-lo às suas próprias custas.

Aproximava-se de seu novilho, que estava de pé entre o Salão e o Altar, a cabeça para o lado sul e a face voltada para oeste. E o Sumo Sacerdote ficava a leste com a face voltada para oeste; e colocava as mãos sobre ele e fazia uma confissão. Ele costumava dizer: "Ó Deus, cometi iniqüidade, transgredi e pequei perante Ti, eu e minha casa. Ó Deus, perdoa as iniqüidades e transgressões e pecados que cometi e transgredi perante Ti, eu e minha casa, como está escrito na Torá de Teu servo Moshê: 'Pois neste dia a expiação deve ser feita para te purificar; de todos teus pecados perante Deus deves ser limpo'".

Todos os sacerdotes e o povo que ficava de pé na Corte, ao ouvirem o Nome glorioso, inefável e inspirador pronunciado pelo Sumo Sacerdote com santidade e pureza, ajoelhavam-se e prostravam-se sobre suas faces, dizendo: "Bendito seja o Nome de Sua gloriosa Majestade para todo o sempre."

Após terminar o serviço do dia, traziam-lhe suas próprias roupas e o acompanhavam até sua casa. Ele então reunia todos seus amigos para celebrar sua saída do Santuário sem nenhum problema.

O Machzor, livro de rezas de Rosh Hashaná e Yom Kipur, descreve:

"Como era glorioso o Sumo Sacerdote, quando deixa a salvo o Santuário...
Semelhante à abóbada expandida do céu, era o semblante do Sacerdote...
Como a aparência do arco-íris no meio de uma nuvem...
Como a rosa em meio a um maravilhoso jardim...
Como a ternura que paira sobre a face de um noivo...
Como os sinos de ouro nas franjas do manto...
Como o aspecto do sol nascente sobre a terra...
Feliz o olho que viu todas estas coisas."
    

          

Sacerdotes     

Função no Templo    

Quais eram as responsabilidades dos sacerdotes no Primeiro e Segundo Templos?

RESPOSTA:
As responsabilidades dos sacerdotes no Primeiro e Segundo Templos eram as mesmas. Havia dois tipos de sacerdotes: o " cohen hediot, ou "comum", e o Cohen Gadol, ou "Sumo Sacerdote", que era único. Os sacerdotes eram os responsáveis pelas tarefas do Templo. Assim, eles deveriam oferecer os sacrifícios em nome do povo de Israel. Isto não era uma tarefa simples, visto que havia um procedimento específico para cada tipo de sacrifício.

Eram também responsáveis ainda pelo altar do ketoret, incenso, e por assar os doze pães que sempre havia sob a mesa do Templo. A limpeza do Templo era algo extremamente importante. Está escrito que apesar do sangue dos sacrifícios, nunca uma mosca sequer aproximou- se do Templo.

Os sacerdotes mantinham a limpeza do Templo. Tomavam cuidados pessoais para que suas roupas estivessem sempre impecáveis; afinal, eles eram os servos do Rei, e o Templo, a Sua morada.

O Sumo Sacerdote tinha ainda a função de acender a Menorá duas vezes ao dia- de manhã e a tarde. No dia de Yom Kipur, era ele que entrava do Codesh Hacodashim – o local mais santo do Templo – e pedia a D'us que perdoasse os pecados de todo o povo.

5 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sugestão de Nomes para Células de Crianças, Pequenos Grupos, Rede Infantil, Cultos.

Olá Meninas e Meninos (jeito carinhoso de chamar vocês tios e tias)! Que a graça e a paz de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo seja com todos vocês. Bem, estava um tanto ausente por causa do trabalho, mas estou de volta e postando novidades. Tenho sido perguntada por alguns tios e tias, sobre idéias de nomes para Células de Crianças, Pequenos Grupos, Rede Infantil, Cultos. E hoje decidi postar algumas sugestões.
O lado bom de se trabalhar em ministério infantil, é quando fazemos as escolhas do nome da classe, da célula, do pequeno grupo, das Redes de Crianças, dos Encontros Semanais e dos Cultinhos.
Uma amiga aqui de Manaus que eu gosto muito, foi quem me motivou a postar antecipadamente este post, que eu ainda estava preparando (a bom preparar). Mas, fico feliz porque sei que de alguma forma estarei ajudando muitas de vocês. 
Sei que nem todo mundo tem criatividade de inventar ou criar algo na hora de supetão. É necessário preparo, conhecimento daquilo que se quer fazer, pesquisas …

Modelos de Roupas para Grupo de Louvor Infantil para Meninas

A pedidos, estou postando alguns modelos de roupas que você poderá  adaptar para o ministério de louvor infantil de sua igreja, utilizando-se dos modelos e modificando o que você achar necessário. Sabemos que precisamos padronizar algumas vezes nessa área por questão de ética e por ser bem mais elegante estarem todos bem vestidos para louvar ao nosso DEUS.










(Ariane, talvez este seja adaptado ao seu pedido)
Estas são algumas idéias de vestidos para meninas, que como falei anteriormente podem ser adaptadas.
Fonte: Google Imagens

Cantora Vaninha ex-Pingo de Gente

OBSERVAÇÃO: A TODOS QUE VISITAM ESTE BLOG, E AOS QUE SEMPRE LEÊM ESSE POST, GOSTARIA DE INFORMAR QUE ESTE É APENAS UM POST A RESPEITO DA CANTORA VANINHA, E NÃO TEM NENHUMA LIGAÇÃO DIRETA COM A MESMA.
CASO PRECISE CONTACTAR OU FALAR ALGO PARA ELA, ACESSE O SEU PERFIL QUE ESTÁ DESTACADO NOS LINKS EM AZUL. UM GRANDE ABRAÇO E OBRIGADA!
__________________________________________________________________
Vou começar a seção do você se lembra, com esta cantora abençoada, que durante os anos 80 fez diferença com sua voz e louvores que ensinaram muitas crianças, assim como eu na época, a terem um encontro real com Jesus.
Você se lembra destes louvores?
"... Meu barco é pequeno, e grande é o mar, Jesus segura minha mão. Ele é meu piloto e tudo vai bem, na viagem pra Jerusalém.."
"...Se o Espírito de Deus se move em mim, eu canto como Davi... Eu canto, eu canto, eu canto como Davi..."
"...Serei fiel ao meu Jesus, serei fiel..."
"...Sou muito rico, sou milionário, eu ten…