Mochila nas costas e diário na mão

Depois de sua formatura no College of New Jersey, hoje Universidade de Princeton, um jovem de 19 anos colocou uma mochila nas costas e, com seu diário na mão, iniciou uma viagem em direção ao sul dos Estados Unidos, da Pensilvânia ao Mississipi. O diário seria para registrar sua “entrada na vida ativa e verificar até que ponto a realidade está perto dos ideais que pairam na imaginação de um estudante”.
O primeiro registro foi feito em Norfolk, na Virgínia, no dia 5 de novembro de 1852, e o último, dezoito anos mais tarde, na cidade de São Paulo, no dia 31 de dezembro de 1866. Um ano depois, o rapaz da mochila e do diário, viúvo e pai de uma carioca de três anos e meio, morreria de febre amarela e seria sepultado no Cemitério dos Protestantes, próximo ao Hospital das Clínicas, em São Paulo. Este ano o nome desse rapaz, que viveu na metade exata do século 19 -- pois nasceu em 1833 (17 anos antes de 1850) e morreu em 1867 (17 anos depois) -- vai ser lembrado tanto nos Estados Unidos como no Brasil, muito mais aqui do que lá.A celebração é mais do que oportuna, pois este jovem é Ashbel Green Simonton, e ele foi o fundador da Igreja Presbiteriana do Brasil. As celebrações serão em agosto para lembrar seu desembarque no porto do Rio de Janeiro há 150 anos.
A Editora Ultimato participa das comemorações do sesquicentenário da chegada de Simonton com o lançamento da biografia Mochila nas Costas e Diário na Mão -- a fascinante história de Ashbel Green Simonton, quinze anos depois de “Entrevistas com A. G. Simonton -- sua vida, sua época e seu mundo”. Por ter se comprometido com Jesus e se dedicado ao trabalho missionário aos 22 anos, por ter vindo para o Brasil aos 26 e por ter morrido um mês antes de completar 35, esse livro é dedicado especialmente à juventude brasileira.
A principal comemoração será no Rio de Janeiro na quarta-feira, 12 de agosto de 2009 (dia exato de sua chegada ao Brasil), primeiro no Porto do Rio (junto à Praça Mauá), onde será inaugurado o Monumento Escultórico do Casal Helen e Simonton, às 10 horas. Depois, haverá um ato cívico-religioso com a celebração do Culto em Ação de Graças, na Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro, pregando o rev. Roberto Brasileiro Silva, presidente do Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana do Brasil, às 19h30. Para essa solenidade, espera-se a presença de várias autoridades, inclusive o presidente Luís Inácio Lula da Silva. Na comemoração do centenário do mesmo evento e no mesmo templo, 12 de agosto de 1959, o então presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira, 57 anos, esteve presente.
Artigo retirado da próxima edição de Ultimato (julho-agosto 2009)
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Sugestão de Nomes para Células de Crianças, Pequenos Grupos, Rede Infantil, Cultos.

Monte sua história bíblica, lembrancinhas, diversos, utilizando materiais recicláveis.

Personagens bíblicos para histórias em E.V.A.