31/07/2009

Qual o problema de NAMORAR ESCONDIDO?

Jéssica estava num dilema. Tudo começou quando um colega de classe chamado Jeremy mostrou interesse nela. Ela diz: "Ele era muito bonito, e as minhas amigas diziam que era o rapaz mais decente que eu poderia conhecer. Várias Moças haviam tentado namorar esse rapaz, mas ele não estava interessado nelas. Ele só gostava de mim."


Não demorou muito e Jeremias pediu Jéssica em namoro. Ela explicou que por ser cristã, não teria permissão para namorar alguém que não fosse da sua religião. "Daí Jeremy teve uma idéia", diz Jéssica. "Ele perguntou: 'Por que a gente não namora sem seus pais saberem?' "

SE VOCÊ gostasse de alguém e essa pessoa lhe fizesse uma proposta dessa, qual seria sua reação? Talvez fique surpreso de saber que Jéssica aceitou a proposta de Jeremias. Ela diz: "Tinha certeza de que se namorássemos eu poderia fazer com que ele aprendesse a amar a Deus." Qual foi o resultado? Mais tarde veremos isso. Primeiro, vamos ver como alguns caem na armadilha de namorar escondido.

Por que fazem isso
Por que alguns namoram escondido? Um jovem chamado Davi resumiu isso em poucas palavras: "Eles sabem que seus pais não vão aprovar. Por isso, não contam para eles." Jane menciona outra possibilidade:"Namorar escondido tem a ver com rebeldia. Se você acha que não está sendo tratado como o adulto que pensa ser, você decide fazer o que quer e simplesmente não contar para seus pais."
Consegue pensar em outros motivos pelos quais alguém poderia se sentir tentado a namorar escondido?
Então os escreva na opção de comentários deste post.

Naturalmente, você sabe que a Bíblia diz que você deve obedecer a seus pais. (Efésios 6:1) E se eles acham que você não deve namorar, com certeza têm bons motivos para isso. Mesmo assim, não se surpreenda se tiver pensamentos como:
Sinto-me excluído porque todo mundo namora menos eu.
Gosto de alguém que não é da minha religião.
Gostaria de namorar alguém que também é cristão, apesar de eu ser jovem demais para casar.
É provável que você saiba o que seus pais diriam sobre essas idéias. E no fundo sabe que eles tem razão. Ainda assim, talvez se sinta como Maria que diz: "A pressão é tão forte que às vezes eu questiono minha posição.

Os jovens hoje em dia acham anormal não estar namorando. Além disso, não tem a menor graça ficar sozinha!" Alguns nessa situação começaram a namorar, escondendo isso dos pais. Como?
"Pediram que não contássemos a ninguém"

A própria expressão "namorar escondido" já indica que você terá de mentir, e é disso mesmo que precisa para dar certo. Alguns mantêm o namoro em segredo, comunicando-se principalmente por telefone ou pela internet. Na frente dos outros, são apenas amigos, mas nos e-mails, nas mensagens de texto e no telefone a história é bem diferente.

Outra maneira de esconder o namoro é o casal sair com um grupo e depois se afastar para ficar sozinho. James diz: "Certa vez fomos convidados para nos encontrar num lugar e só depois descobrimos que tudo tinha sido combinado para que, mais tarde, dois do grupo ficassem sozinhos. Os dois pediram que não contássemos a ninguém sobre o namoro."

Muitas vezes, como James explica, quem namora escondido tem o apoio dos amigos. "Em geral , há pelo menos um amigo que sabe o que está acontecendo, mas prefere não contar nada por causa da atitude que existe entre os jovens de que um amgio não deve entregar o outro", diz Carol. A desonestidade envolvida em alguns casos é clara. "Para manter o namoro em segredo, muitos mentem aos pais sobre aonde vão", diz Bete, de 17 anos. Misaki, de 19 anos, fez exatamente isso. Ela diz: "Eu tinha de tomar cuidado ao inventar histórias, e só mentia a respeito do namoro, senão poderia perder a confiança de meus pais."

"Queremos comportar-nos honestamente em todas as coisas." - Hebreus 13:18


VOCÊ SABIA...
A confiança é a base de relacionamentos que duram. Namorar escondido trai a confiança de seus pais e enfraquece a própria base de seu relacionamento com a pessoa que você está namorando.
Extraído do Livro Os jovens perguntam.


* Alguns nomes foram modificados, mas o enredo do texto não foi alterado.
Editado por Ligiane Farias Bastos
Share:
Postar um comentário