Pular para o conteúdo principal

A VERDADEIRA PÁSCOA

COMO SURGIU A VERDADEIRA PÁSCOA?
A Páscoa original não está relacionada nem com ovos e nem com coelhos. Sua origem remonta os tempos do Velho Testamento, quando no êxodo do povo de Israel saiu da terra do Egito. A Bíblia relata o acontecimento no capítulo 12 do livro do Êxodo. Faraó, o rei do Egito, não queria deixar o povo de Israel sair, então muitas pragas vieram sobre ele e seu povo. A décima praga porém, foi fatal : a matança dos primogênitos, o filho mais velho seria morto. Segundo as instruções divinas, cada família hebréia, no dia 14 de Nisã, deveria sacrificar um cordeiro e espargir o seu sangue nos umbrais das portas de sua casa. Este era o sinal, para que o mensageiro de Deus, não atingisse esta casa com a décima praga. A carne do cordeiro, deveria ser comida juntamente com pão não fermentado e ervas amargas, preparando o povo para a saída do Egito. De acordo com a Bíblia, à meia-noite todos os primogênitos egípcios, inclusive o primogênito do Faraó foram mortos. Então Faraó, permitiu que o povo de Israel fosse embora, com medo de que todos os egípcios fossem mortos.
Em comemoração a este livramento extraordinário, cada família hebréia deveria observar anualmente a festa da Páscoa, palavra hebraica que significa "passagem" "passar por cima". Esta festa, deveria lembrar não só a libertação da escravidão egípcia, mas também a libertação da escravidão do pecado, pois o sangue do cordeiro, apontava para o sacrifício de Cristo, o Cordeiro que tira o pecado do mundo.


COMO SURGIU A PÁSCOA CRISTÃ?


Jesus instituiu a Santa Ceia e o Lava Pés para os cristãos no lugar da Páscoa dos judeus, para lembrarem da Sua morte.

A chamada Páscoa cristã, foi estabelecida oficialmente no Concílio de Nicéia, no ano de 325 de nossa era. A Páscoa criada pela igreja Romana pode cair em qualquer domingo entre 22 de Março e 25 de Abril. Ao adotar a Páscoa como uma de suas festas, a Igreja Católica, inspirou-se primeiramente em motivos judaicos: a passagem pelo mar Vermelho, a viagem pelo deserto rumo a terra prometida. Mas com o passar dos anos o significado foi perdendo o seu valor. 
A maior parte das igrejas evangélicas, comemora a morte e a ressurreição de Cristo através da cerimônia da Santa Ceia. Na antiga Páscoa judaica, as famílias removiam de suas casas, todo o fermento e todo o pecado, antes da festa dos pães asmos. Da mesma forma, devem os cristãos confessar os seus pecados e deles arrepender-se, tirando o orgulho, a vaidade, inveja, rivalidades e ressentimentos; com a cerimônia do lava-pés, assim como Jesus fez com os discípulos. Jesus instituiu uma cerimônia memorial, a ceia, em substituição à comemoração festiva da Páscoa.

I Coríntios 11:24 a 26 relata o seguinte:
Jesus tomou o pão, "e tendo dado graças o partiu e disse: Isto é o meu corpo que á dado por vós; fazei isto em memória de mim. Por semelhante modo, depois de haver ceado, tomou o cálice, dizendo: Este cálice é a nova aliança no Meu sangue, fazei isto todas as vezes que o beberdes, em memória de mim. Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes o cálice, anunciais a morte do senhor, até que ele venha."


Vários símbolos nesta ceia merecem nossa atenção. O ato de partir o pão, indicava os sofrimentos pelos quais Cristo havia de passar em nosso favor. Alguns pensam, que a expressão "isso é o meu corpo" significa o pão e o vinho se transformando realmente no corpo e no sangue de Cristo. Lembremo-nos portanto, que muitas vezes Cristo se referiu a Si próprio dizendo "Eu Sou a porta" João 10:7"Eu sou o caminho" João 14:6, e outros exemplos mais que a Bíblia apresenta. Isto esclarece, que o pão e o vinho não fermentado, são símbolos e representam o sacrifício de Cristo. Ao cristão participar da cerimônia da ceia, ele está proclamando ao mundo sua fé no sacrifício expiatório de Cristo e em sua segunda vinda. Jesus declarou: "Não beberei deste fruto da videira, até aquele dia em que o hei de beber convosco no reino de Meu Pai."Mateus 26:29



Portanto, a cerimônia da Santa-Ceia, que Jesus instituiu, que veio a substituir a cerimônia da Páscoa, traz muitos significados:



1 - O Lava-Pés, significa a humilhação de Cristo. Mostra a necessidade de purificar a nossa vida. Não é a purificação dos pés, mas de todo o ser, todo o nosso coração. Reconciliação com Deus, com o nosso próximo e conosco mesmo, união,  não somos mais do que ninguém. O maior é aquele que serve. Esta cerimonia deve ser ministrada para todos os crentes.



2 - A Ceia significa a libertação do pecado através do sacrifício de Cristo. Significa também estar em comunhão com Ele. E sobretudo, é um antegozo dos salvos, pois Jesus disse: "Não beberei deste fruto da videira, até aquele dia em que o hei de beber convosco no reino do meu Pai.Mateus 26:29
COMO A PÁSCOA É GERALMENTE COMEMORADA HOJE?

A origem dos ovos e coelhos é antiga e cheia de lendas. Segundo alguns autores, os anglo-saxões teriam sido os primeiros a usar o coelho como símbolo da Páscoa. Outras fontes porém, o relacionam ao culto da fertilidade celebrado pelos babilônicos e depois transportado para o Egito. A partir do século VIII, foi introduzido nas festividades da Páscoa um deus teuto-saxão, isto é, originário dos germanos e ingleses. Era um deus para representar a fertilidade e a luz. À figura do coelho juntou-se o ovo que é símbolo da própria vida. Embora aparentemente morto, o ovo contém uma vida que surge repentinamente; e este é o sentido para a Páscoa, após a morte, vem a ressurreição e a vida. A Igreja Católica no século XVIII, adotou oficialmente o ovo como símbolo da ressurreição de Cristo. Assim foi santificado um uso originalmente pagão, e pilhas de ovos coloridos começaram a ser benzidos antes de sua distribuição aos fiéis.
Em 1215 na Alsácia, França, surgiu a lenda de que um dos coelhinhos da floresta foi o animal escolhido para levar um ninho cheio de ovos ao pequeno príncipe que estava doente. E ainda hoje se tem o hábito de presentear os amigos com ovos, na Páscoa. O costume de comer peixe na sexta-feira da paixão, está associado ao fato de Jesus ter repartido este alimento entre o povo faminto. Assim a tradição de não se comer carne com sangue derramado por Cristo em nosso favor.

PARA PENSAR:


Advertindo a cada cristão, que tome cuidado com os costumes pagãos que tentam sempre driblar os princípios bíblicos. Não é de hoje, que se nota como os princípios bíblicos são alterados por costumes e filosofias humanas. Adoração a ídolos, a mudança do sábado para o domingo, o coelho e o chocolate, são apenas alguns exemplos das astúcias do inimigo. A Bíblia, e a Bíblia somente, deve ser única regra de nossa fé, para nos orientar, esclarecer e mostrar qual o caminho certo que nos leva a Deus e que nos apresenta os fundamentos de nossa esperança maior que é viver com Cristo e os remidos, num novo céu e numa nova terra. Devemos tomar cuidado com as crendices, tradições, fábulas, e mudanças humanas disfarçadas. Minha sugestão é examinar com oração, cuidado e com tempo as Sagradas Escrituras, para saber o que hoje é crendice ou tradição, estando atentos, para saber o que realmente Deus espera de cada um de nós.



Jesus foi claro "Fazei isto em memória de Mim." Ele exemplificou tudo o que deve ser feito. E se queremos ser salvos, precisamos seguir o que Jesus ensina e não outras tradições ou ensinamentos. Mateus 15:9 adverte: "Em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos dos homens."


Que Deus nos abençoe.
Por Luís Carlos Fonseca

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Sugestão de Nomes para Células de Crianças, Pequenos Grupos, Rede Infantil, Cultos.

Olá Meninas e Meninos (jeito carinhoso de chamar vocês tios e tias)! Que a graça e a paz de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo seja com todos vocês. Bem, estava um tanto ausente por causa do trabalho, mas estou de volta e postando novidades. Tenho sido perguntada por alguns tios e tias, sobre idéias de nomes para Células de Crianças, Pequenos Grupos, Rede Infantil, Cultos. E hoje decidi postar algumas sugestões.
O lado bom de se trabalhar em ministério infantil, é quando fazemos as escolhas do nome da classe, da célula, do pequeno grupo, das Redes de Crianças, dos Encontros Semanais e dos Cultinhos.
Uma amiga aqui de Manaus que eu gosto muito, foi quem me motivou a postar antecipadamente este post, que eu ainda estava preparando (a bom preparar). Mas, fico feliz porque sei que de alguma forma estarei ajudando muitas de vocês. 
Sei que nem todo mundo tem criatividade de inventar ou criar algo na hora de supetão. É necessário preparo, conhecimento daquilo que se quer fazer, pesquisas …

Modelos de Roupas para Grupo de Louvor Infantil para Meninas

A pedidos, estou postando alguns modelos de roupas que você poderá  adaptar para o ministério de louvor infantil de sua igreja, utilizando-se dos modelos e modificando o que você achar necessário. Sabemos que precisamos padronizar algumas vezes nessa área por questão de ética e por ser bem mais elegante estarem todos bem vestidos para louvar ao nosso DEUS.










(Ariane, talvez este seja adaptado ao seu pedido)
Estas são algumas idéias de vestidos para meninas, que como falei anteriormente podem ser adaptadas.
Fonte: Google Imagens

Personagens bíblicos para histórias em E.V.A.

Olá, mais uma vez estou aqui. Lembram que prometi a vocês que iria postar materiais de ensino? Bem, hoje vou postar em fotos, personagens para histórias bíblicas que você pode criar com um único molde, basta usar a criatividade. Eu achei este molde na internet, e decidi apostar nele. Os detalhes, como roupas eu mesma elaborei, baseada no corpinho do próprio molde. Você verá a sequência que irei expor aqui, e espero eu que você possa entender, porque está muito fácil. Você pode utilizar o mesmo molde para fazer diversos personagens de histórias bíblicas, se quiser. Vamos lá então ver como ficou???


Postando o molde do boneco. Só não deu pra postar os demais, porque foram feitos baseados no corpo do boneco. Use a criatividade. Vamos lá!? (07/05/2015)