19/07/2011

, ,

A História do Bart

UMA OPORTUNIDADE









Tudo aconteceu na cidadezinha chamada Jericó. 
Lá morava um homem chamado Bartimeu. Ele tinha um sério problema. Ele era cego.
Bom... vamos chamá-lo de o cego Bart. 
Todos os dias para Bart eram negros. Ele não conseguia ver nada. Apenas imaginava as coisas.
E como todos sabem... é muito difícil um cego arrumar um emprego, né? 
Daí... o jeito era pedir esmola. Ele tinha uma capa, que a usava para se proteger. Ele sentava sobre ela, e passava o dia inteirinho na rua, sentado, pedindo esmola. 
Então vamos imaginar aqui o nosso amigo... o cego Bart? 

Para ilustrar sugiro algo mais ou menos assim:

Material:
 
- 1 bexiga 
- fita crepe (para colar a bexiga na cadeira) 
- 1 óculos de sol (pode ser feito de papel cartão preto) 
- 1 capa (pode ser uma toalha de banho ou uma manta) 
- 1 cadeira 
- 1 caneca ou similar

Pronto! Eis o cego Bartimeu. 
Mas... não monte ele antes... Monte com as crianças, criando um elemento surpresa.

Pegue uma bexiga vazia, e encha-a dizendo que é a cabeça. Cole-a e vá montando o seu cego Bart, conforme o desenho acima. Conversando com as crianças sobre o que representa cada peça.

Essa era a única oportunidade do cego Bart. Passar o dia inteiro... pedindo esmolas... 

- Me dá uma esmolinha! (aproveite para depositar uma moedinha na canequinha)

Agora, vamos deixá-lo ai sentado... já, já a gente volta para falar o que aconteceu com ele.

Porque eu quero contar uma oportunidade que tive. (nesse momento, relate como foi a sua experiência, ou seu encontro com Cristo resumidamente – eu falei que quando eu era criança (5 anos) eu tinha um sonho de ser rica, por isso, sempre pedia a Deus em oração que meu pai ganhasse na loteria esportiva, mas isso nunca aconteceu. Deus me deu outras oportunidades, uma delas foi de estudar, fiquei maiorzinha e fui trabalhar e mais tarde entrei em uma universidade. Foi na época da universidade que tive a maior oportunidade da minha vida. Um dia, me convidaram para ir à igreja e lá eu tive um encontro com o Senhor Jesus e entreguei a minha vida para ele). 
Voltemos agora para o Bart, que não é o Simpson, mas o Bartimeu. 

Pobre Bart. Era sempre a mesma coisa... Sentado... Que rotina... 

Mas... tinha algo no cego Bart que funcionava bem... Eram os seus ouvidos. Ele ouvia os passos das pessoas. Ele ouvia o comentário delas. Ele ouvia e ficava imaginando como seriam as pessoas. Imaginando as cores, sentindo os cheiros. 

Um dia... o cego Bart assentado nas ruas quando ouviu um comentário que muito lhe interessou: 
Ele arregalou os ouvidos... só não os olhos, porque ele não podia ver. 

Eram algumas pessoas que diziam assim: 

- Pois eu não vejo a hora que Ele chegue aqui em Jericó. Dizem que ele é demais! 
- Ouvi dizer que um dia ele alimentou muita gente só com 5 pães e 2 peixes. 

O cego Bart pensou: - Quem??? quem??? 

Mas logo... as pessoas saíram de perto de Bart, e ele ficou querendo saber mais. 

Logo... logo... ouviu mais passos apressados e mais comentários. 

- Ele é de Nazaré. Tinha um cara que era surdo e gago. Que foi curado com o toque de suas mãos. 

O cego Bart pensou novamente: - De quem eles estão falando???? 
E novos comentários chegaram aos ouvidos do pobre Bart. 

- Ele curou leprosos e fez paralíticos andarem. Esse Jesus de Nazaré só pode ser o messias enviado de Deus. 

O cego Bart pensou: - Taí! Esta é a minha grande chance! A minha oportunidade! Somente esse Jesus pode me tirar dessa situação. 

É Bart... mas nem tudo é tão simples... Como você fará para chegar até a Jesus sem enxergar? E como fará para alcança-lo com tamanha multidão. Isso é muito difícil... 

Agora... os barulhos, perto de Bart se intensificaram. 

Ele ouvia barulho de multidão. Em que direção estaria Jesus? 
Então ele teve uma idéia brilhante. 

Começou a gritar: 
- Jesus! Filho de Davi!!! Tenha compaixão de mim! 

Gritava mais alto, com toda a sua voz. 
Ao invés das pessoas ajudarem o cego Bart, deram uma bronca nele. Mandaram que ele calasse a boca. 
Mas... Bart...não obedeceu, pois tudo o que ele queria na vida era ter um encontro com Jesus. 

Era a grande oportunidade de Bart. 
Somente Jesus poderia ajudar ele a sair daquela situação. 
Então ele gritou mais alto, com toda a sua força. 

O seu grito chegou ao coração de Jesus e percebeu a fé que o cego Bart tinha. 

Mandou seus discípulos chamarem Bart 

Os discípulos aproximaram-se de Bart e disseram: 

- Tenha ânimo, o mestre te chama. 
Bart, nem pensou... que deu um salto e largou sua capa e foi ter com Jesus.
(nessa hora, estourar a bexiga com as mãos, jogar a toalha no chão – simbolizando que o Bart cego deixou de existir quando foi ter um encontro com Jesus e agora era um novo homem). 

Bart, ajudado pelos discípulos, aproxima-se de Jesus que lhe perguntou: 

- O que quer eu lhe faça?
- Que eu veja. 
- Vá... a tua fé te curou...

Nesse, um clarão foi surgindo nas vistas de Bart. Ele viu em sua frente um homem. Rosto manso, bondoso. Era o rosto do seu Salvador Jesus. 
É... Bart recuperou a sua visão. 
E ele pode olhar primeiramente para Jesus primeiramente e assim, pode levar uma vida normal... porque o ex-cego Bart não desperdiçou a sua oportunidade de ter um encontro com Jesus. 

Deus nos dá oportunidades. Não desperdice-as, como estudar, trabalhar, fazer coisas boas. Mas a grande oportunidade. A oportunidade das oportunidades é ter um encontro com Jesus. Bart fez a coisa certa... e você? Também vai fazer como Bart de ter um encontro com Jesus?. O momento é esse. 

Vamos orar ( Nesse momento peça para aqueles que querem ter um encontro com Jesus venham a frente e ore com eles )

Fonte: Linólica Kids


Share:
Postar um comentário