26/09/2011

, , ,

Compreendendo o desenvolvimento das Crianças

INTRODUÇÃO:

Amados, antes de tentarmos compreender a criança que estará diante de nós a cada Domingo, é conveniente fazermos uma reflexão sobre o nosso papel de obreiros do Senhor, trabalhando em sua seara. Devemos lembrar que temos em nossas mãos a responsabilidade de apresentar o nosso Deus vivo à estes pequeninos seres que, fisicamente, psicologicamente e espiritualmente são tão carentes d’Ele e não sabem. Mostrar estes aspectos ainda que rapidamente, é o que nos propomos neste trabalho.


 I – A CRIANÇA FISICAMENTE:

1 – BERÇÁRIO: ( zero à 3 anos ) 
Ao nascer a criança já pode fazer vários movimentos e enfrenta a 3 grandes trabalhos:
- Enfocar os olhos
- Aprender a andar
- Aprender a falar

 Pode parecer que não há trabalho para o obreiro do Senhor nesta fase, mas eu afirmo: existe sim!
● Primeiro passo é procurar conhecê-los melhor e a seus pais também!
● As crianças do Rol de Berço crescem rapidamente.
● Seus músculos exigem ação e por isso são turbulentos.
 
● Elas falam pouco, mas, entendem quase tudo.
● Tenha paciência e calma.
● Use brinquedos fortes, grandes e leves.
● Dê-lhes atenção e não fique zangada.
● Cante corinhos com gestos e providencie para que a sua sala seja a mais confortável possível.

2 – JARDIM DE INFÂNCIA: ( 04 à 06 anos )
● Crescem rápido, tem maior controle motor. 
● São ativas e cansam-se facilmente.
● Não conte histórias demoradas, não use palavras difíceis e não faça perguntas que exijam que ela se lembre.
● Alterne atividades calmas com atividades de movimento procure ter uma sala equipamento adequado e material apropriado para trabalhinhos.
● Tenha farmacinha de emergência.

3 – PRIMÁRIOS: ( 07 à 09 anos )
● Têm responsabilidade vibrante e curiosa.
● Cada idade desta faixa etária têm suas próprias características mas apesar de não serem iguais, há traços comuns entre elas.
 
● Nesta idade descobrem a escola secular os seus encantos e por saberem fazer comparações a Rede de Crianças pode ficar em segundo plano se o professor da mesma não levar a sério o seu trabalho, não dê tempo a eles de ficarem sem nada para ver, ouvir ou participar.
● Use amplamente recursos visuais.

4 – JUNIORES: (10 à 12 anos )
● Trabalhar com essa faixa etária não é fácil.
● Mas é muito gratificante.
● Os juniores não são mais crianças mas não podem ser considerado jovens.
● Sentem necessidade de serem liderados por alguém que os compreenda e os ajude a conhecerem a si mesmos.
● O professo de juniores deve ter um programa ativo.
● Evite fique sentados por muito tempo na mesma posição, evite louvores que pareçam infantis, crie suspense ao arrumar seu material para a aula e dê trabalhos atrativos e úteis para eles fazerem.
● Evite classe mista, se possível.

5 – ADOLESCENTES: ( 13 à 16 anos ) 
● Procure conhecê-los dentro e fora da Rede de Crianças. 
● Tente identificar-se com eles.
 
● São desajeitados e muito críticos.
● Na tentativa de se adaptarem aos dois mundos existentes ( o seu, interior, e o outro, exterior ) entram em conflitos .
● Apesar de seu desenvolvimento rápido, podem estar bem dispostos num dia e no outro não querem fazer absolutamente nada.
● Varie seus métodos de ensino e faça com que eles participem ativamente da aula. Nunca dê-lhes atividades sem explicar-lhes o seu objetivo.
● Evite classes mistas ( as moças desenvolvem-se mais cedo que os rapazes ).

 II – A CRIANÇA PSICOLOGICAMENTE:

1 – BERÇÁRIO: ( zero à 3 anos )
● São sensíveis, precisam de atenção, sendo ou muito boas ou rebeldes demais.
● Evite incidentes que possam ficar gravados em sua memória.
● Não deixe que ela se sinta coagida.
 
● Dê-lhe segurança e amor.
● Procure não faltar.
 
● Não gostam de serem mandadas mas fazem coisas que você sugerir.

2 – JARDIM DA INFÂNCIA: ( 04 à 06 anos )
● Gostam de brincar em conjunto mas têm tendência a destruir coisas.
● São egoístas, desejam aprovação dos outros e dos adultos.
 
● Não grite com elas.
 
● Já controlam o choro apesar de serem explosivos.
● Gostam de ajudar, são bondosos, mas também são teimosos e medrosas.
 
● Evite histórias que tenham suspense negativo.

3 – PRIMÁRIOS: ( 07 à 09 anos ) 
● São comunicativos, necessitam de companhia respeitam autoridade e são cooperadores. 
● Têm muito “Fogo de Palha”.
 
● Não espere muito por eles.
● Ensine obediência através de sugestões com amor, e nunca dando ordens.
● Ensine o valor de competir, incentivando-os cooperando para o bom andamento da classe.

4 – JUNIORES: ( 10 à 12 anos )
● Têm boa memória, lêem muito, sentem necessidade de segurança.
● Gostam de organizar grupos do mesmo sexo.
● As meninas pensam mais em namoro, adoram heróis e são perfeccionistas.
● São instáveis emocionalmente, sensíveis ao desprezo, falta de amor ou hipocrisia.
● Promova passeios para a classe, ajude-os na formação de bons hábitos de leitura.
● Seja amigo constante e sincero
● Evite abraços ou outros gestos pois eles não gostam.
● Ame-os com o coração e não com gestos carinhosos.

5 – ADOLESCENTES: ( 13 à 16 anos )
● Estão sempre em busca de novidades.
● Muitos curiosos quanto a sexo e drogas.
● Querem ser adultos, independentemente e pertencer a comunidade.
● Fica encabulado com facilidade e têm consciência de seus problemas.
● Têm interesse pelo sexo oposto, mas seus sentimentos são inconstantes.
● Providencie preletores cristãos para falar sobre sexo e drogas.
● Conduza seus pensamentos em direção a Cristo.
● Providencie reuniões Sociais Mistas.
 
III – A CRIANÇA ESPIRITUALMENTE:
 
1 – BERÇÁRIO: ( zero à 3 anos )
● Têm sede de conhecer a Deus vivo e atuante. 
● Têm a capacidade para entender e experimentar o amor de Deus, ouvidos, vendo e experimentando.
● Gostam de orar e dizer palavras simples para Deus, agradecendo por tudo.
● Tentam cantarolar os corinhos durante a semana.
● Desafina, inventa palavras mas canta com alegria.
 
● Gostam de ouvir sobre a criação ensinar-lhe que Deus criou o seu corpo.
● Evite expressões abstratas porque elas levam a sério.

2 – JARDIM DA INFÂNCIA: ( 04 à 06 anos ) 
● Pensa em Deus de um modo pessoal e consegue dar-lhe verdadeiro louvor.
● Ensine-a a orar de maneira pessoal com o senhor.
 
● Diga-lhe muitas vezes que Deus odeia o pecado.
 
● Tem curiosidade sobre a morte.
 
● Acredita nos adultos e está pronta a ouvir de Cristo.
● É a época propícia para apelo.

3 - PRIMÁRIO: ( 07 à 09 anos )
● São impacientes e não gostam de histórias em capítulos que duram muito tempo ou que sejam em seguida.
● Gosta da Escola Dominical e têm fé em Deus.
 
● Já entendem que Cristo as comprou com seu sangue e que pertencem a Jesus, querendo trabalhar para ele.
● Ensina-lhes a pedir a Deus a solução de qualquer problema.
 
● Ajude-os a conhecer Jesus, o melhor amigo.
● Dê-lhes trabalhos práticos. Distribuição de folhetos, ligações telefônicas para amigos não crentes, participação de corais, jograis, teatro e etc...

4 - JUNIORES: ( 10 à 12 anos )
● Reconhecem o pecado como algo que desagrada a Deus e a si mesmo.
● Têm fome de Deus.
● Sua fé é simples e a sua cabeça está cheia de dúvidas sobre a Bíblia.
 
● Gostam de encontrar respostas por si mesmos na Bíblia.
 
● Compreendemos melhor os simbolismos.
 
● Querem Cristo como Salvador e Senhor.
● Explique-lhes o valor do sangue de Cristo.
● “Se confessarmos os nossos pecados , ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça.” I João 01:09
● Desafie-os a orar, fazendo pedidos específicos e pela resposta de Deus, vão saber a realidade divina e a sua atuação hoje na vida diária.
 
● Ofereça-lhes as ferramentas próprias para descobrir na Bíblia as soluções para seus problemas.
 
● Leve-os aos pés do Senhor e ajude-os a entender a importância de colocar a Cristo como líder de suas vidas.

5 - ADOLESCENTES: ( 13 à 16 anos )
● Estão prontos para salvação. Pode levá-los a Cristo sem receio. 
● Ajude-os no seu crescimento Cristão: valor da oração, hora devocional, estudos Bíblicos, etc.
● Aplique-as verdades Bíblicas à vida de cada aluno, pois eles têm muitas dúvidas sobre o cristianismo.
● Dê-lhes oportunidade para fazerem perguntas e responde sempre apontando princípios Bíblicos.
 
● Treine-os e descubra suas aptidões para trabalhos da igreja.

Minha fonte: Monte Sião


Um grande abraço e bom proveito do assunto.



Share:
Postar um comentário