26/09/2011

Igreja, pais e o ministério infantil

Jesus, em vários momentos da Bíblia, valorizou e deu grande importância às crianças (Mt 18.1-5; Mc 10.14). Ele disse também (João 21.15) para Simão Pedro apascentar, instruir, doutrinar os seus cordeiros... ou seja, as crianças, já que cordeiro é o filho ainda novo da ovelha.

Mas o que vemos hoje é que as crianças têm sido mais instruídas e valorizadas pelo mundo, que como sabemos jaz no maligno e o que é mais preocupante é que elas não têm sido apascentadas por muitos pais e igrejas.

Em muitas igrejas as crianças são deixadas em segundo plano. A igreja investe em missionários, seminaristas, músicos, mas não em líderes e professores para o ministério infantil e também não há critério algum para escolha daquelas pessoas que estarão pastoreando o coração de nossas crianças e não apenas trabalhando como babás, como muitos pensam.

Trabalhar com crianças, como em outros ministérios, requer chamado e unção de Deus e também preparo, pois temos que ter plena consciência de que quando trabalhamos com crianças estamos não só influenciando vidas, mas ajudando a formá-las. Pastorear as crianças é assunto sério, pois Jesus nos alerta em Mateus 18.6 para não fazermos tropeçar nenhum dos pequeninos.

O que percebemos é que falta interesse e apoio de muitos pais, que se preocupam apenas com sua vida espiritual e que não valorizam o ministério infantil, achando que ele existe apenas para que eles consigam assistir o culto sem serem incomodados. Em virtude disto, não cobram de seus líderes, não sabem quem está pastoreando seu filho e nem sabe o que o ministério infantil faz quando está com as crianças e do que o ministério precisa para realizar seu trabalho.

Os pais precisam abraçar, participar, se envolver nas atividades do ministério infantil de sua igreja, pois a desatenção dos pais em relação à vida espiritual do seu filho vem abrindo brechas para ação de satanás.

A Igreja precisa valorizar e investir na estrutura da igreja para receber as crianças e também em seus líderes e professores e rever seus conceitos e valores em relação ao ministério infantil que é tão especial e fundamental para a Igreja de Cristo, pois fazendo uma reflexão, é mais fácil “construir” uma criança nos caminhos do Senhor do que “reformar” um adulto.

Dra. Liana Cristina M. Carneiro Costa
Líder do Ministério Infantil da Comunidade Reviver em Cristo em Divinópolis (MG) 
Fonte:  Monte Sião



Share:
Postar um comentário