Liderando nossa geração no lar, igreja, escola e sociedade


Nas Sagradas Escrituras encontramos diferentes exemplos de homens e mulheres que exerceram liderança em uma geração. Ou seja, investiram toda uma vida por mais de 40 anos e deixaram uma herança para sua família, sua nação e para o mundo. Em Gênesis 5 podemos ler sobre o impacto de uma geração sobre outra até chegar a Noé. Líderes como Abraão que creu em algo melhor para seus descendentes, como José, Moisés, Josué, Calebe, o Rei Davi e muitos outros. Eles ganharam o respeito, a admiração e a lealdade de seus seguidores a quem serviram enquanto tratavam com suas limitações e as venciam. A falta de recursos, o desalento e a solidão não os impediram de conquistar impérios, tomar cidades, ganhar batalhas e serem a mensagem vivente de Deus para deixar um legado a sua geração.



O caráter de uma nação é a soma do caráter de seus cidadãos. Talvez não possamos influir sobre toda a nação, mas podemos formar aqueles que chegarão a influir sobre ela. Só o caráter de Jesus Cristo permanecerá para sempre, o resto terminará; isso implica no desafio de ser um líder modelo com os diferenciais que Deus tem para nossa vida. O chamado não é uma tarefa de curto prazo, o chamado é para influir direta e intencionalmente até a terceira geração. Dt 6:2,10 – Sl 78.



Para liderar uma geração é necessário ter uma visão de longo prazo. Onde está focada sua influência? Qual a mensagem de vida que você está construindo enquanto passam os anos? Como você a direciona? Quanto tempo levará esta mensagem? Qual será seu legado a suas futuras gerações? No caso dos pais de família: Qual a influência que vocês têm sobre seus filhos? Observe a obediência deles e como ela aumenta quando chegam na adolescência. Vocês gozam de credibilidade e confiança para que eles possam aprender com vocês? Quais são os limites de sua influência?



O PERFIL DO LÍDER


Sua identidade tem características como: respeito, experiência, força emocional, destreza nas relações com as pessoas, disciplina, visão, iniciativa, impulso, conhecer o momento oportuno, integridade, responsabilidade, determinação, perseverança, paciência, humildade. A lista pode continuar e alguém pode perguntar: Onde estão os líderes? Nos modelos bíblicos emergem os princípios bíblicos manifestando auto-governo ao colocar a alma debaixo de disciplina e admoestação do Senhor, mordomia ao tratar com a propriedade e a administração da consciência, o pacto quando vemos como suas vidas giraram em torno da relação com equipes de trabalho e com grupos de pessoas.



1.1 Um modelo digno para imitar. A obediência como resultado da liderança na vida de Josué. Que líder é capaz de obter e ganhar resultados de obediência como Josué?



ANTES - Números 13,14 DEPOIS - Josué 1:16-18
Não gozava de credibilidade Gozava de toda credibilidade
Ninguém cria nele ... faremos tudo quanto nos ordenaste
Ninguém o seguiu Aonde quer que nos enviares iremos
Ninguém o respeitou Como em tudo... obedeceremos a ti.



Como podemos obter resultados tão impressionantes como estes? Que os filhos, alunos, membros da igreja e os cidadãos respondam voluntariamente dessa maneira!



A liderança implica na sabedoria de ser antes de fazer, não se impõe, se reconhece. Não se recebe por função, se conquista por amor, serviço, dedicação, paciência e perseverança. É o fruto de boas sementes regadas com oração, auto disciplina, auto formação (atitude de aprender), perseverança, capacidade de inspirar com a visão de Deus e disposição de vivê-la. Por exemplo, o processo, poço, prisão e palácio na vida de José. Esta foi sua escola. Gênesis 37-50. Salmo 37:3-9; Gênesis 8:22; Tiago 5:7-11. Deuteronômio 32:29.


PARA QUE A IGREJA POSSA LIDERAR UMA GERAÇÃO NECESSITA
  • Ter a Jesus como cabeça da igreja.
  • Andar em unidade
  • Manifestar ao mundo o caráter de Cristo por cima do contexto e da cultura.
  • Ter os fundamentos apostólicos.
  • Ter a estratégia de alcance para cumprir o mandato de Cristo e resistir a ameaça pelas pressões sociais, ideológicas e diabólicas. Efésios 4,5 e 6.
  • Estar no ALTAR. Que relação existe entre as pessoas que participam de seus projetos e do altar?

    As escolas cristãs necessitam de apoio em oração, diretores, professores e todo o pessoal, unido aos pais de família que incendeiam e preservam um espírito de fervor a Deus crendo que Sua mão está sobre o projeto. Suas peças estão preparadas, seus tempos determinados etc. Quando uma equipe de trabalho inicia sua relação, à medida que trabalham juntos vão pressionando-se mutuamente e assim vêm à tona as debilidades de caráter.
    É nesse momento que a oração nos conecta mutuamente em um ponto santo do nosso ser, cria em nós uma estima mútua, quando estamos no Altar onde oramos e adoramos. Quando se insiste em planejar, executar e supervisionar na atmosfera do lugar santíssimo, os níveis de acoplamento são superiores.
    Em Êxodo 3:7 lemos: "Certamente vi a aflição do meu povo, que está no Egito, e OUVI O SEU CLAMOR por causa dos seus exatores. Conheço-lhes o sofrimento". Pergunto-me: Qual é a intensidade do meu clamor e sem ser severo, às vezes minha oração é mais um desfile de queixas e argumentação de minha justiça própria, a recitação de uma lista de pedidos do ponto de vista do meu benefício, da minha reivindicação. Tudo isto é pobre quando comparamos com "venha o teu reino, seja feita a tua vontade, se não é possível passar este cálice de mim, sem que eu beba"..., etc.
    Há convicções no espírito que só nascem na presença do Senhor, por exemplo: SE DEUS NÃO ME TIRAR DAQUI, NINGUÉM ME TIRA. SÓ DEUS PERMANECE PARA SEMPRE, OS PROBLEMAS NÃO. ACIMA DE TUDO, DEUS SERÁ GLORIFICADO. DEUS E EU ESTAMOS NUM PROJETO, E NÓS DOIS SOFREMOS O CUSTO DESTE PROJETO. JEOVÁ EDIFICA A CASA, ENTÃO NÃO TRABALHAMOS EM VÃO. ISTO TEM UMA APARÊNCIA BOA PORQUE DEUS NOS MANDOU FAZÊ-LO. EM RESUMO, O ALTAR.


PARA LIDERAR UMA NAÇÃO DEVE-SE TER EM MENTE ESTABELECER O REINO DE DEUS NA TERRAIsaías 54
  • A comunidade evangélica deve proporcionar direção em toda ordem social. Mt 5:12-16.
  • Deve impregnar o mundo do trabalho, dos negócios, a educação, a ciência, a política e toda a expressão da vida cultural como um serviço criativo a Deus e ao próximo.
  • Deve indicar ao homem o uso eficiente de sua energia para que o nome de Cristo seja glorificado.
  • Deve manter a visão de um mundo onde o gozo do Senhor seja devolvido aos homens.



PARA ENFRENTAR O DESAFIO COM CAPACIDADE DEVE-SE QUESTIONAR O MÉTODO E ENFOCAR UMA VIDA ATRAVÉS DE PRINCÍPIOS BÍBLICOS. João 15:10-17
  • Não se trata de ser capaz, mas trata-se de ser capacitado. Mt 28:16-20; At 1, 2.
  • Não se trata de ter interesse, trata-se de ter amor e obedecer à demanda de Deus. Jo 21:15-18.
  • Não se trata de alcançar um posto importante, trata-se de servir com disposição e ânimo voluntário, com iniciativa, submissão e autoridade. Rm 12, 13.
  • Não se trata de cumprir uma série de funções, atividades e procedimentos, trata-se de desenvolver competências como traços de caráter para funcionar corretamente. Lc 17:10.
  • Não se trata de ter pequenos vislumbres de boa intenção, trata-se de desenvolver toda uma vida consistente com a mensagem de Deus. Gl 4:1-20

José Castellanos Maldonado
Fonte:  Monte Sião


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Sugestão de Nomes para Células de Crianças, Pequenos Grupos, Rede Infantil, Cultos.

Monte sua história bíblica, lembrancinhas, diversos, utilizando materiais recicláveis.

Personagens bíblicos para histórias em E.V.A.