Pular para o conteúdo principal

Adolescentes querem compreensão


Alguns já taxaram erroneamente estes jovens de "aborrecentes". Durante o crescimento e o desenvolvimento da criança, as experiências são vividas e elas estarão aflorando...

Exatamente nesta fase, a adolescência. Somam-se os próprios desafios, os do presente e do futuro. Tudo isto vem fazer da adolescência uma fase difícil de ser enfrentada pelo próprio adolescente, como também compreendida pelos adultos. O propósito desta matéria não é apenas o de ajudar o adolescente a enfrentar com maturidade esta fase, mas também proporcionar ao adulto uma visão mais clara dos conflitos da adolescência e ajudá-lo a construir e edificar o jovem durante essa experiência. 


Vamos refletir de forma sumária sobre algumas características importantes e fortes da adolescência: 



A - ENERGIA EM POTENCIAL 
A criança vem num processo fantástico de crescimento e descobertas, e, na adolescência, são possuidores de uma energia em potencial. Eles estão sempre em movimento físico, sempre prontos para a próxima aventura. Até parece que estão ligados em 220 watts. 



B - OS LIMITES 
O adolescente está descobrindo o mundo, está conhecendo coisas e tentando se encontrar neste contexto de vida. Um dos grandes problemas que o adolescente encontra, é a dificuldade de reconhecer o limite das coisas. Enquanto a maioria dos adultos já sabe e vive certos limites, o adolescente não entende que existam limites, por vezes, atropelam tudo e todos. Neste ponto entra o forte "conflito de gerações", quando os pais tentam estabelecer limites, mas o adolescente não os reconhece, pois a vida para ele é ainda uma grande descoberta num mundo infinito de aventuras. Os limites de horário, de amizades, de comportamentos, de palavras, de escolhas e opiniões, estabelecidos pelos pais, parecem ser desconhecidos e irrelevantes ao adolescente. 



C - INFLUÊNCIAS 
Sabemos que as amizades podem ser uma fonte de boas ou más influências na vida do adolescente. Todo adolescente tem necessidade de viver e conviver em turmas ou "tribos". Infelizmente, nem todas as amizades possuem valores e princípios corretos e isto se torna um perigo, caso o adolescente não saiba como escolher. Por vezes, os pais lutam para proporcionar uma boa educação e formação e sofrem, quando o filho é influenciado por más amizades. Muitos adultos sofreram traumas por uma adolescência conturbada, no desejo de se sentirem aceitos por um grupo e se auto-afirmar. Muitos iniciam cedo experiências com cigarro, chopes, prostituição, pichações e até vandalismo, porque são influenciados de forma errada. Daí vem o brinco, o cabelo pintado, a calça rasgada e o vocabulário diferenciado. 



D - CONFLITOS 
Na adolescência, os conflitos afloram de forma veemente. Vamos pensar em alguns deles: 

1) O CORPO
Para muitos é complicado lidar com o crescimento do corpo, parece que é disforme. Às vezes, o nariz parece desproporcional, o pé não pára de crescer, há o crescimento dos pêlos, dos seios e do pênis... O adolescente tem, por vezes, dificuldade de assimilar esse desenvolvimento corporal. 


2) AUTORIDADE 
Em regra geral, o adolescente tem dificuldade em reconhecer e aceitar uma autoridade. Alguns adultos vivem o saudosismo do tempo em que o pai era obedecido por apenas um olhar, hoje em dia, parece que vivem um outro extremo, nem o olhar, nem o falar, nem o bater, nem o castigar, parecem estabelecer princípios de autoridade na vida do adolescente. Quando os pais não conseguem transmitir esses princípios de autoridade, o adolescente terá dificuldade de obedecer na escola, no trabalho e na igreja. 



3) DIREÇÃO PROFISSIONAL 
Outro conflito que o adolescente vive é o fato de, ao se aproximar dos anos finais do colégio, precisar escolher a profissão a seguir. Que curso fazer? O que eu vou ser? Se esse conflito não for solucionado, você verá o estudante entrando e saindo de faculdades, porque não sabe o caminho certo a seguir. A escolha de hoje poderá não ser a do ano seguinte. 



4) SEXO 
É na adolescência que ocorre o conhecimento real e a identidade masculina ou feminina. É uma fase de definição, a qual pode levar o adolescente a conflitos. O menino preocupa-se, por ter uma voz ainda fina, não ter pêlos desenvolvidos e não se interessar por meninas. Por sua vez, a menina por achar que tem traços masculinos, pêlos que começam a crescer e a falta de interesse por meninos. Isto pode gerar conflitos e distúrbios na área da sexualidade. A descoberta e prática do sexo, nesta idade, têm gerado centenas e milhares de meninas grávidas, assumindo um papel de mãe precoce. 



5) NAMORO 
Um grande perigo nesta fase da adolescência é o namoro. Muitos adultos ainda sofrem com as frustrações que tiveram, quando adolescentes. A falta de conceitos e princípios corretos de um relacionamento a dois podem gerar feridas e conseqüências para o resto da vida. O "ficar" com um, com outro, com mais outro e outro, tem gerado uma adolescência descompromissada e irresponsável. O namoro está muito mais próximo do físico do que do emocional. 



6) RESPONSABILIDADE 
Em regra geral, o adolescente tem dificuldades de ser responsável com as tarefas. Ele enxerga o mundo de forma "light", não tem muito a noção das conseqüências. Para ele, para tudo se dá um jeito, tudo se resolve. São poucos aqueles que assumem um compromisso hoje, e realmente continuam amanhã. Nesta fase, o adolescente pensa muito na namorada, nos passeios, nas variadas diversões e esportes. Estudar e trabalhar parecem não ser prioridades. 



7) COMPORTAMENTO 
Um conflito gerado pelo adolescente é a sua forma irreverente de se comportar. Há como se fosse um padrão de comportamento, como se fosse um estereótipo. Você identifica um adolescente pelo seu jeito desleixado de andar e sentar, o uso de tênis grandes, chamativos e exagerados. A barra da calça arrastando no chão, o cabelo pintado, o brinco na orelha ou no umbigo, o boné quase permanente, fazem parte de um modismo que padroniza o comportamento do adolescente. 



CONCLUSÃO

Creio que os pais, os adultos e a igreja têm uma contribuição fundamental a dar ao adolescente. 


1° - AMOR - É preciso deixar claro para o adolescente que ele é amado. Isto não apenas com dinheiro ou presentes, mas com gestos e palavras. O adolescente precisa ser amado.



2° - DIÁLOGO - Os pais precisam ter intimidade com o filho, manter um diálogo aberto, ajudando-o em seus conflitos e necessidades. Seja amigo de seu filho. Abençoe e não amaldiçoe.



3° - PACIÊNCIA - Precisamos ter paciência para ensinar duas, dez, vinte vezes a mesma coisa. Não desista nunca.



4° - AMIZADES - Ajude o adolescente a escolher bons amigos. Lembre-se de que ele precisa de boas amizades.



5° - ESTABELEÇA FUNDAMENTOS - Sabendo das situações que o adolescente enfrentará, os pais devem estabelecer fundamentos sólidos para os filhos viverem uma adolescência sadia. Esta é uma tarefa que Deus delegou aos pais e não apenas às escolas ou à igreja. Os fundamentos morais e espirituais serão os alicerces para que o adolescente não seja influenciado erradamente. Conheço inúmeros adolescentes que são bênção em casa, no trabalho e principalmente na igreja. São exemplos para outros.



6° - A IGREJA - Como igreja, acolhemos e amamos o adolescente. Procuramos criar espaço para que desenvolva atividades em grupo, são instruídos na Palavra de Deus e corrigidos, quando necessário. Creio que a igreja tem muito para oferecer ao adolescente e, conseqüentemente, aos pais e à família. Se necessário, recorra e peça ajuda ao pastor da Igreja. O adolescente bem formado e orientado é uma fonte em potencial para trabalhar na igreja e na vida secular.



7°- ORAÇÃO - Os pais e a igreja devem colocar em oração a vida do adolescente. E o poder de Deus que estará operando na família e no adolescente. Se os pais estão enfrentando problemas com o filho na adolescência, devem investir tempo em oração, fazer campanhas e clamar pelo Senhor. É a oração que mudará seu filho.


Pr. Joel Cardoso Jr. - Melodia
fonte:  Monte Sião



Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Sugestão de Nomes para Células de Crianças, Pequenos Grupos, Rede Infantil, Cultos.

Olá Meninas e Meninos (jeito carinhoso de chamar vocês tios e tias)! Que a graça e a paz de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo seja com todos vocês. Bem, estava um tanto ausente por causa do trabalho, mas estou de volta e postando novidades. Tenho sido perguntada por alguns tios e tias, sobre idéias de nomes para Células de Crianças, Pequenos Grupos, Rede Infantil, Cultos. E hoje decidi postar algumas sugestões.
O lado bom de se trabalhar em ministério infantil, é quando fazemos as escolhas do nome da classe, da célula, do pequeno grupo, das Redes de Crianças, dos Encontros Semanais e dos Cultinhos.
Uma amiga aqui de Manaus que eu gosto muito, foi quem me motivou a postar antecipadamente este post, que eu ainda estava preparando (a bom preparar). Mas, fico feliz porque sei que de alguma forma estarei ajudando muitas de vocês. 
Sei que nem todo mundo tem criatividade de inventar ou criar algo na hora de supetão. É necessário preparo, conhecimento daquilo que se quer fazer, pesquisas …

Modelos de Roupas para Grupo de Louvor Infantil para Meninas

A pedidos, estou postando alguns modelos de roupas que você poderá  adaptar para o ministério de louvor infantil de sua igreja, utilizando-se dos modelos e modificando o que você achar necessário. Sabemos que precisamos padronizar algumas vezes nessa área por questão de ética e por ser bem mais elegante estarem todos bem vestidos para louvar ao nosso DEUS.










(Ariane, talvez este seja adaptado ao seu pedido)
Estas são algumas idéias de vestidos para meninas, que como falei anteriormente podem ser adaptadas.
Fonte: Google Imagens

Cantora Vaninha ex-Pingo de Gente

OBSERVAÇÃO: A TODOS QUE VISITAM ESTE BLOG, E AOS QUE SEMPRE LEÊM ESSE POST, GOSTARIA DE INFORMAR QUE ESTE É APENAS UM POST A RESPEITO DA CANTORA VANINHA, E NÃO TEM NENHUMA LIGAÇÃO DIRETA COM A MESMA.
CASO PRECISE CONTACTAR OU FALAR ALGO PARA ELA, ACESSE O SEU PERFIL QUE ESTÁ DESTACADO NOS LINKS EM AZUL. UM GRANDE ABRAÇO E OBRIGADA!
__________________________________________________________________
Vou começar a seção do você se lembra, com esta cantora abençoada, que durante os anos 80 fez diferença com sua voz e louvores que ensinaram muitas crianças, assim como eu na época, a terem um encontro real com Jesus.
Você se lembra destes louvores?
"... Meu barco é pequeno, e grande é o mar, Jesus segura minha mão. Ele é meu piloto e tudo vai bem, na viagem pra Jerusalém.."
"...Se o Espírito de Deus se move em mim, eu canto como Davi... Eu canto, eu canto, eu canto como Davi..."
"...Serei fiel ao meu Jesus, serei fiel..."
"...Sou muito rico, sou milionário, eu ten…