20/05/2012

DICAS PARA EMAGRECER RÁPIDO


POR FAVOR ANTES DE LER ESTE POST, LEIA PRIMEIRO ESTE TEXTO NO LINK AVISO IMPORTANTE!



Escrito por Mog

Desde que tive meu primeiro filho, o Paulinho (10 anos), e no percurso vieram mais 03 filhotes, o Miguel, Gustavo e Nathanael, em cada gravidez ganhei 20 kgs, deste perdia apenas 10. Na época, 1998, eu pesava 64 kgs. E devido, a muito trabalho, falta de disposição e tempo, pura preguiça, eu não consegui perder os quilinhos acumulados em cada gravidez, o que me totalizou 94 kgs, que agora tento perder o mais rápido possível. Então passeando por alguns blogs e sites, achei esta dica muito interessante, a qual também seguirei a risca.

******************************************************************

Se você está cansada de dietas e regimes rigorosos, que prometem emagrecer muitos quilos, mas que te fazem comer pouco e limitam a sua vida, tenho algumas dicas que eu mesma sigo, e que sempre me fazem entrar em forma rapidinho!
Não existe milagre, existe esforço. Deixar de comer não é fácil, mas seguindo algumas dicas, o peso vai embora sem muito esforço. Não gosto de seguir um cardápio específico, então sempre sigo alguns passos básicos que me fazem emagrecer até 3kg em uma semana:
  • Tome muita água. Muita mesmo. A água, além de hidratar, dá uma sensação de saciedade incrível.
  • Se der vontade de comer doces, coma uma fruta doce. Evite manga, abacate e uva, pois são muito calóricas.
  • Coma muita melancia. Ela tem muito líquido, sacia a fome, e hidrata o corpo.
  • Deixe de comer, ou diminua bastante, o consumo de arroz e pão branco. Se for comer feijão, misture com alguma salada, e deixe o arroz de lado por um tempo.
  • O café da manhã deve ser a sua principal refeição. Coma mamão, pão integral, leite e iogurte desnatado.
  • No almoço, faça um prato de salada bem colorido. Misture alface, cenoura, chuchu cozido, rúcula, repolho, tomate, e jogue por cima fibra de trigo ou linhaça. Não use temperos calóricos. No máximo, uma colher de mostarda amarela.
  • Na janta, coma uma sopa leve. Se não quiser ir para a cozinha, sugiro tomar uma daquelas sopas de pacote, em porção individual, e com menos de 110 calorias. É só colocar numa xícara, misturar água, e colocar no microondas. A marca Vono é ótima!
  • Evite o consumo de carboidratos, e coma muita verdura e legumes.
  • Coma carnes, somente 3 vezes por semana, junto com a salada do almoço.
  • Entre as refeições, coma sempre uma fruta, ou uma barrinha de cereal.
  • Sem exercício físico, é difícil emagrecer. Se ir para a academia é difícil, tente trocar sempre a escada pelo elevador e caminhe diariamente.
Lembre-se: é bom emagrecer, mas continuar com a pele firme é melhor ainda. E isso só o exercício físico traz. 

* Gostaria de esclarecer algumas coisas aqui nesse post, por isso estou reescrevendo ele.

1) Nada se consegue na vida sem esforço, se você não se esforçar para emagrecer porque acha que está gorda(o), não adianta tentar, não adianta achar dificil, ou encontrar desculpa para não emagrecer com saúde. Se você não é capaz de lutar por si mesma(o), simplesmente, não faça nada.

2) Antes de achar que está gorda(o), tire primeiro as medidas do seu corpo utilizando as calculadoras que tem no blog, no sidebar lateral direito, e veja qual o seu indice de massa córporea e veja o seu peso ideal.
Só para esclarecer:  

 O índice de massa corporal (IMC) é uma medida internacional usada para calcular se uma pessoa está no peso ideal.

Cálculo

O IMC é determinado pela divisão da massa do indivíduo pelo quadrado de sua altura, onde a massa está em quilogramas e a altura está em metros.
IMC = \frac{massa}{ altura * altura)}

Exemplo

Para uma pessoa com 70 quilogramas de massa, e 1,75 metros de altura, teremos:
IMC = \frac{70 kg}{1,75 m * 1,75 m} = 22,86

Classificação

O resultado é comparado com uma tabela que indica o grau de obesidade do indivíduo:
IMC Classificação
< 18,5 Magreza
18,5 – 24,9 Saudável
25,0 – 29,9 Sobrepeso
30,0 – 34,9 Obesidade Grau I
35,0 – 39,9 Obesidade Grau II (severa)
≥ 40,0 Obesidade Grau III (morbida)

IMC em Crianças e Adolescentes

As crianças naturalmente começam a vida com um alto índice de gordura corpórea, mas vão ficando mais magras conforme envelhecem. Além disso, também há diferenças entre a composição corporal de meninos e meninas. E foi para poder levar todas essas diferenças em consideração que os cientistas criaram um IMC especialmente para as crianças, chamado de IMC por idade. Os médicos usam um conjunto de gráficos de crescimento para seguir o desenvolvimento de crianças e jovens adultos dos dois aos 20 anos de idade. O IMC por idade utiliza a altura, peso e idade de uma criança para determinar quanta gordura corporal ele ou ela tem e compara os resultados com os de outras crianças da mesma idade e gênero. Ele pode ajudar a prever se as crianças terão risco de ficar acima do peso quando estiverem mais velhas. Cada gráfico contém um conjunto de curvas que indica o percentil da criança. Por exemplo, se um garoto de 15 anos de idade está no percentil 75, isso significa que 75% dos garotos da mesma idade têm um IMC mais baixo. Ele tem o peso normal e, embora seu IMC mude durante seu crescimento, ele pode se manter nas proximidades do mesmo percentil e permanecer com um peso normal. A faixa de IMC normal pode ficar mais alta para as meninas conforme elas vão amadurecendo, já que as adolescentes normalmente têm mais gordura corporal do que os adolescentes. Um garoto e uma garota da mesma idade podem ter o mesmo IMC, mas a garota pode estar no peso normal enquanto o garoto pode estar correndo risco de ficar acima do peso. Os médicos dizem ser mais importante acompanhar o IMC das crianças ao longo do tempo do que olhar um número individual, pois elas podem passar por estirões de crescimento.

Limitações do IMC

Há alguns problemas em usar o IMC para determinar se uma pessoa está acima do peso. Por exemplo, pessoas musculosas podem ter um Índice de Massa Corporal alto e não serem gordas. O IMC também não é aplicável para crianças, sendo que precisa de gráficos específicos. Além disso, não é aplicável para idosos, para os quais se aplica classificação diferenciada. O IMC é o valor de massa corporea, que as diferenças raciais e étnicas têm sobre o Índice de Massa Corporal. Por exemplo, um grupo de assessoramento à Organização Mundial de Saúde concluiu que pessoas de origem asiática poderiam ser consideradas acima do peso com um IMC de apenas 23.

Método mais preciso

O Índice de Massa Corporal, apesar de conter alguns pontos fracos, é um método fácil no qual qualquer um pode obter uma indicação, com um bom grau de acuidade, se está abaixo do peso normal, acima do peso ideal, ou obeso. Porém, o método mais preciso para determinar se a pessoa está gorda é a medição do percentual de gordura corporal. Tal medição deve ser feita por profissional qualificado utilizando um medidor de dobras cutâneas.


Por enquanto é só, se tive mais alguma dúvida, é só postar o comentário, que assim que eu ler, responderei.
  
Este post foi publicado pela primeira vez, em 19/08/2009 08:24hs.

72 comentários: