31/12/2016

SORTE! SERÁ QUE EXISTE? O QUE A BÍBLIA DIZ SOBRE ISSO?

Em um ano em que muitas coisas aconteceram, boas e ruins, ficamos perdidos em algumas questões. Mas, gostaria de falar neste texto sobre SORTE, e nesse fim de ano, muitas pessoas estarão lançando a sorte nas loterias do país, como todo ano se faz. Mas, será que existe algo na Bíblia que fale sobre sorte? Achei um texto muito interessante em um site e gostaria de compartilhar com vocês. Que Deus os abençoe!


A sorte existe? O que a Bíblia diz sobre isso?


Você Pergunta: Sempre fiquei intrigado com relação a sorte. Será que existe sorte, ou seja, coisas boas e ruins que acontecem por sorte ou falta dela em nossa vida? A Bíblia teria alguma orientação para nos dar a respeito desse tema?

Caro leitor, para responder a sua pergunta, vamos analisar o que comumente é dito em nosso mundo e em nossos dicionários a respeito da sorte e depois comparar com aquilo que temos na Bíblia Sagrada sobre esse assunto. Com essa comparação estou certo que chegaremos a uma conclusão.

Sorte, o que as pessoas e o dicionário dizem:

Dentro do assunto que estamos estudando aqui, o dicionário online Priberan define sorte como a “Combinação de circunstâncias ou de acontecimentos que influem de um modo inelutável. Destino, Fado, quinhão”. Ou seja, a sorte é normalmente compreendida pelo mundo como sendo algo atribuído ao acaso ou ao destino ou àquilo que não se conhece muito bem, e não a um poder superior. Geralmente as pessoas acreditam que a sorte é algo sem qualquer controle inteligente, é apenas a ação do acaso, da combinação de circunstâncias que resultam naquele resultado, seja positivo ou negativo.

Sorte, o que a Bíblia diz:

(1) A questão da sorte é muito mencionada na Bíblia. Encontramos em vários momentos a sorte sendo utilizada na vida diária do povo de Deus. Exemplo disso era quando um sorteio era utilizado para decidir qual dos dois bodes escolhidos seria o bode emissário e qual seria o sacrificado: “Lançará sortes sobre os dois bodes: uma, para o SENHOR, e a outra, para o bode emissário.” (Lv 16. 8). Outro exemplo era o uso da sorte para definir situações complicadas: “Pelo lançar da sorte, cessam os pleitos, e se decide a causa entre os poderosos.” (Pv 18. 18). Observe que nos dois casos o recurso do sorteio era utilizado para resolver uma situação.

(2) Os sorteios foram utilizados também com a aprovação de Deus na divisão da terra prometida entre as doze tribos de Israel, para saber em qual parte da terra cada uma viveria: “Todavia, a terra se repartirá por sortes; segundo os nomes das tribos de seus pais, a herdarão.” (Nm 26. 55).

(3) Os apóstolos utilizaram a sorte para definir quem seria o substituto de Judas, que traiu Jesus, se José ou Matias: “E os lançaram em sortes, vindo a sorte recair sobre Matias, sendo-lhe, então, votado lugar com os onze apóstolos.” (At 1. 26).

(4) Os três pontos acima nos deixam claro que a Bíblia não apoia a ideia que o mundo tem de que a sorte é uma obra que vem do acaso. A Bíblia mostra o uso da sorte para determinar a vontade soberana de Deus diante das dúvidas que os homens, falhos que são, têm. Ou seja, quando lançavam sortes criam que a mão do Deus Todo Poderoso lhes esclarecia a Sua vontade soberana sobre os fatos. Isso fica bem claro também em Provérbio 16. 33: “A sorte é lançada no colo, mas a decisão vem do Senhor.”

(5) Assim, podemos dizer que a sorte existe sim, mas não como as pessoas creem nela e os dicionários a definem. Ela existe como a aplicação da vontade soberana de Deus sobre tudo e todos. Deus, soberanamente, governa todas as coisas e todos os fatos de nossa vida.

E você o que acha sobre isso? Muitas perguntas não é mesmo? Embora, sejamos caçadores da sorte, prefiramos ficar com aquela que Deus nos provê, o direito a vida.

Um grande abraço,

0 comentários: